Vocacional

FORMAÇÃO INICIAL

Por formação inicial entende-se o processo formativo que se inicia com a Promoção Vocacional e se conclui com a profissão Perpétua, correspondendo todos aqueles que aspiram fazer parte da vida redentorista na Província de Goiás.

Entende-se por Promoção Vocacional o conjunto de atuações junto aos jovens que manifestam um desejo inicial de ser redentorista, quer como padre ou irmão religioso, consagrado. A Promoção Vocacional visa, pelo testemunho e interesse de todos os confrades, padres e irmãos, despertar e cultivar no jovem o chamado divino para o seguimento de Cristo Redentor, apresentando-lhe de forma clara a possibilidade de o realizar na Vida Redentorista, pela solidariedade e pelo anuncio da Boa-Nova aos abandonados e pobres.
             
Na Província de Goiás, a promoção vocacional é coordenada pelo Secretariado Vocacional, que integra o corpo de formadores, e é constituído pelo Governo Provincial com um número suficiente de confrades que possam atender a contento às necessidades do acompanhamento dos vocacionados, desde o seu despertar até a sua escolha numa comunidade formativa da Província.

A Promoção Vocacional (Secretariado Vocacional) tem sua sede em Trindade, no Seminário Redentorista Padre Pelágio. Este órgão (Secretariado Vocacional), como instrumento articulador da Promoção Vocacional, proporciona aos vocacionados as condições para se conhecerem mais profundamente, aprofundarem a grandeza e a exigência do seguimento de Cristo Redentor e provarem o mais praticamente possível suas condições de responder a este apelo na vida e atividade específica da Congregação Redentorista. Após um período de um ano de acompanhamento, ou um pouco mais, cabe ao Secretariado Vocacional a função de convocar aqueles jovens candidatos que apresentarem sinais de vocação redentorista, para que façam a Convivência Vocacional.

Orientações apresentadas aos jovens vocacionados, quando manifestam o desejo de tornarem-se Missionários Redentoristas, Padres ou Irmãos:
 O jovem deve sentir o chamado de Deus para a vida sacerdotal ou religiosa.
Deve estar na faixa entre 15 a 30 anos, (idade acima do estabelecido, verifica-se casos).
Que o jovem tenha boa conduta ética e moral;
4º Que tenha concluído o primeiro grau ou estar cursando o segundo grau, curso superior (faculdade), etc.
Que o jovem apresente boa saúde;
6º Que o jovem participe dos encontros vocacionais, ao qual é avisado sempre com antecedência.
Que o jovem mantenha contato periódico com o Secretariado Vocacional, seminário, através de cartas, telefonemas, visitas e outros.
Para maior conhecimento, se houver possibilidade, que o jovem acesse o site do Secretariado Vocacional.
O jovem também é convidado a apresentar novo endereço, caso mude de residência, para continuação do processo de acompanhamento no discernimento vocacional.

Além destes itens acima, como forma de acompanhamento, orientação e conhecimento, é fornecidos ao candidato livros vocacionais, panfletos e fichas com dados específicos. Somente depois de todo este acompanhamento, orientação e visitas domiciliares, o jovem é convidado a fazer o estágio, convivência, para um possível ingresso em um dos nossos seminários.

Seminário Padre Pelágio
(Aspirantado e Propedêutico)


Depois de um tempo de acompanhamento vocacional através de encontros, retiros, visita aos familiares, o jovem vocacionado é convidado a fazer uma experiência de seminário. Esse período tem como objetivo fazer com que o jovem conheça e experimente a nossa vida, receba formação específica para aquilo que almeja, ou seja, formação para ser um religioso, Padre ou Irmão missionário redentorista.  O Aspirantado, como sendo etapa de formação inicial, corresponde à inserção inicial dos jovens numa comunidade de formação da Província. Tem a duração mínima de um ano para todos os candidatos, podendo se estender até três ou mais anos, segundo as necessidades do formando. Aos candidatos a irmãos que tiverem concluído o segundo grau, ou seja, o ensino médio, essa etapa terá a duração de pelo menos um ano, antes da etapa seguinte. A finalidade desse tempo formativo é trabalhar aquelas áreas básicas para que o aspirante (seminarista) atinja um bom desempenho, um bom desenvolvimento humano-cristão, adquirindo conhecimentos intelectuais e religiosos, indispensáveis para um sólido e constante processo de aperfeiçoamento espiritual e vocacional. Também para desenvolver habilidades para um profícuo processo de convivência comunitária. Como vemos até aqui, durante o aspirantado, o jovem é iniciado na formação redentorista, vida de oração, trabalho, estudos, e outros. Esta fase compreende aos formandos do seminário redentorista, a saber: Seminário Padre Pelágio na cidade de Trindade, cujo seminário é destinado a formação dos futuros padres e irmãos missionários.

Seminário Redentorista São José
 (Postulantado) 

Compreende a uma etapa de aprofundamento dos elementos fundamentais para a vocação redentorista, inserindo o postulante (seminarista) progressivamente na Vida Religiosa Redentorista, aprofundando com ele o conhecimento da vida e missão da Congregação do Santíssimo Redentor, para seu discernimento quanto à opção vocacional a ser abraçado e que culmina com a opção pelo noviciado, que é a etapa seguinte. Para aqueles jovens que desejam ser padres ou irmãos, corresponde a toda etapa da filosofia.

Dentro do processo pedagógico do postulantado, é dado especial atenção ao último ano, correspondente ao pré-noviciado, sendo uma preparação mais próxima que leva o postulante (seminarista) a uma opção livre pela primeira experiência de vida religiosa que é o noviciado.

Postulantado-Filosofia: A filosofia é um tempo de formação específica para a vida presbiterial, segundo as exigências eclesiásticas, e é assumida pela Província Redentorista de Goiás como um tempo de discernimento vocacional, que é oferecido ao postulante, para seu desenvolvimento cultural e para aperfeiçoamento em sua formação na fé cristã, para o exercício do ministério sacerdotal na vida consagrada redentorista. Aqui na Província Redentorista de Goiás, a filosofia é feita antes do noviciado e em instituições externas, de forma que a equipe de formadores interajem com essas instituições, fazendo com que o postulante alcance a maturidade humano-psicológica e o crescimento espiritual desejado.

Em princípio, o local do postulantado para os padres e irmãos redentoristas é o Seminário São José, na cidade de Goiânia/Go, com casa destinada ao acolhimento dos candidatos.

Fraternidade Mãe do Perpétuo Socorro
(Noviciado)

A partir da experiência específica do noviciado como sendo primeira experiência vivencial da vida religiosa redentorista, na Província de Goiás, ele é realizado no período de um ano, em comum a jovens que anseiam ser padres e jovens que anseiam ser irmãos, estando inserido numa comunidade apostolicamente constituída. O local do noviciado, ou seja, a casa do noviciado é equipada para o acolhimento destes jovens que almejam viver a vida consagrada redentorista, possibilitando a necessária inserção eclesial e pastoral e a assimilação da rica tradição espiritual redentorista. O mestre de noviços, como responsável pela animação, andamento, do noviciado, é aquele que coordena uma equipe de assessoria à formação religiosa oferecida aos noviços.

Ao final da etapa do noviciado, o jovem (noviço) deve ter clareza sobre a vida religiosa redentorista, manifestando a convicção em assumi-la na Província, através da profissão dos Conselhos Evangélicos. O local do noviciado, conhecido também por Seminário Fraternidade Mãe do Perpétuo Socorro, atualmente está situado na cidade de Abadia de Goiás/Go.

Seminário Redentorista São Clemente
(Juniorato)


É um passo da formação em que o jovem (frater), seguindo um crescente amadurecimento, prepara-se para assumir a opção definitiva, para toda a vida, o ministério sacerdotal.   A vida fraterna evangélica tem o primeiro lugar, pois já são religiosos de votos. Portanto, esta etapa corresponde também ao período que vai da emissão dos votos temporários até a profissão perpétua. Esta etapa marca o término da formação inicial.

Os estudos teológicos, no cumprimento das determinações canônicas ao estado sacerdotal, são feitos no IFITEG – Instituto de Filosofia e Teologia de Goiás. O desenvolvimento e as orientações desses estudos são supervisionados e promovidos por professores de teologia, em estreita cooperação com os formadores responsáveis. A ordenação diaconal e a ordenação sacerdotal somente acontece depois da conclusão do curso de teologia, determinada pelo instituto (síntese teológica, exame oral ou escrito...), respeitando-se entre uma e outra o estágio de pelo menos seis meses.

Para os Irmãos, após a primeira profissão religiosa, segue o período de três anos de profissão temporária antes da profissão perpétua. Este período, no entanto, pode ser prorrogado, segundo o direito comum e a tradição da Província. O plano de formação inclui a participação dos mesmos nos encontros promovidos pela Comissão de Irmãos, em retiros, convivências, estudos específicos. No campo apostólico, é oferecido elementos para a qualificação na pastoral, possibilitando o envolvimento do mesmo na missão redentorista realizada na Província. A casa de formação que acolhe os formandos ao sacerdócio e também alguns irmãos, que fazem cursos superiores, se localiza em Goiânia/Go.

2 comentários:

  1. Bom dia!

    Meu nome é Rafael Loregian da silva, tenho 18 anos, sou de Jaciara/MT, paróquia São Francisco de Assis, diocese de Rondonópolis-Guiratinga.

    A alguns anos venho discernindo a minha vocação, em especial à vida sacerdotal e a princípio desejava a vida diocesana secular, mas com as minha vindas aos encontros vocacionais da minha diocese e com a analise deles, concluíram eles que eu possou sim, traços de vocação sacerdotal, mas não à vida diocesana e sim à vida religiosa.

    Eu gostaria de fazer uma experiencia de vida e participar dos encontros vocacionais redentoristas, pois desejo servir ao Nosso Redentor

    (66) 9909-9234, meu cell para contato

    Obrigado

    ResponderExcluir